fbpx
Estudo aponta que mulheres são um terço dos personagens nos cinemas

Estudo aponta que mulheres são um terço dos personagens nos cinemas

Faz anos que mulheres vêm reivindicando melhores posições dentro dos cinemas e personagens mais representativas. E essas reivindicações não são à toa. O mais recente relatório It’s a Man’s (Celluloid) World produzido pelo Center for the Study of Women in Television and Film (Centro de Estudos das Mulheres na Televisão e Filmes, em tradução livre) da Universidade de San Diego aponta que as mulheres representam cerca de um terço dos personagens nos cinemas. No mundo real as mulheres representam metade da população mundial. No Brasil, por exemplo, elas são 51,8% segundo dados do IBGE.

O relatório aponta que as personagens femininas equivalem a 31% de todos os protagonistas, 35% dos personagens principais e 34% dos personagens falantes. Esses números têm se mantido estável, com pequenas variações, nos últimos anos.

Para realizar o estudo, foram analisados os 100 filmes com as maiores bilheterias do cinema americano no ano. Entre eles, apenas 7% dos longas tinham mais personagens femininos do que masculinos e 8% tinham igualdade entre os gêneros.

Ainda assim, boa parte dessas mulheres representavam um padrão muito específico: 57,6% eram brancas. Uma queda em relação a 2020, que eram 74,4%. Porém, esse número foi alterado devido a produções focadas em personagens latinos e asiáticos, como Encanto, Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis e Minari. O número de mulheres latinas e asiáticas somam 22,8%, mas esse número cai para 11% se retirarmos esses filmes.

Essas descobertas sugerem que o aumento de mulheres latinas e asiáticas e americanas asiáticas em papéis principais se deve em grande parte à sua presença em um punhado de filmes e não à sua integração em uma ampla variedade de filmes”, explica Martha Lauzen, diretora executiva do centro de estudos.

Além desses números, o relatório também aponta que as mulheres mostradas nos filmes tendem a ser mais jovens que os homens, suas histórias tendem a girar em torno da vida pessoal e seus relacionamentos são mais abordados na história.

Apoie o trabalho do CinemAqui para continuarmos produzindo notícias, textos e críticas de filme

Você talvez goste desses conteúdos:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Menu