Filmes lançados exclusivamente em streaming não poderão se inscrever no Oscar

Filmes lançados exclusivamente em streaming não poderão se inscrever no Oscar

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas emitiu uma nota na última quarta-feira anunciando novas regras para a premiação do Oscar 2023. O novo regulamente não permitirá filmes lançados apenas em serviços de streaming.

Essa regra não é tão nova assim. Na verdade, ela é um retorno às regras originais do Oscar pré-pandemia de Covid-19. Para concorrer às premiações, os filmes deverão ter sido lançados em salas de cinema entre 1 de janeiro e 31 de dezembro de 2022. Essa regra é válida para todas as categorias.

Os filmes lançados pelas plataformas de streaming ainda poderão concorrer, mas, para isso, precisarão de uma estreia oficial nos cinemas, como aconteceu com o O Irlandês e Roma da Netflix.

A Academia ainda anunciou outras duas mudanças. A primeira delas, uma alteração nas categorias “Melhor Documentário” e “Melhor Documentário em Curta-Metragem”, que agora serão “Documentário em Longa-Metragem” e “Documentário em Curta-Metragem”.

A segunda alteração é no prazo de inscrições, que agora será entre 3 de outubro de 2022 e 15 de novembro de 2022, dependendo das categorias.

Você talvez goste desses conteúdos:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Menu