Veja Por Mim | Crítica do Filme | CinemAqui

Veja Por Mim | Promete pouco e entrega tudo

O segredo do sucesso de qualquer filme está sempre em suas intenções.  Veja por Mim é um pequeno suspense que cumpre absolutamente tudo que promete antes de ser esquecido por seu feliz espectador.

O filme é o segundo longa de ficção assinado por Randall Okita e passa por uma premissa que parece não ter como ir muito além do que vai. O roteiro também é escrito por dois novatos, Adam Yorke e Tommy Gushue, ambos assinando o primeiro longa e já tomando algumas decisões interessantes, mesmo que nenhuma delas faça de Veja por Mim algo além do divertidinho e descartável.

Sophie (Skyler Davenport) é uma ex-esquiadora que perdeu a visão. Entre tristeza, raiva e indignação, Sophie aceita trabalhos como cuidadora de gatos de gente rica que viaja e não quer deixar o bichano sozinho. Se a pergunta que surge nessa hora é “como uma deficiente visual acabaria sendo aceita nesse tipo de emprego”, é melhor deixar ela de lado e seguir em frente.

A verdade mesmo é que Sophie se dá super bem nesse emprego, principalmente com a ajuda do amigo Cam, que a ajuda a se posicionar geograficamente no ambiente. Infelizmente, depois de uma discussão entre os dois, ela fica sozinha e apenas com a ajuda de uma estranha, Kelly (Jessica Parker Kennedy), através de um aplicativo que batiza o filme e possibilita que ela ajude Sophie através da câmera do celular.

Para o azar de Sophie, justamente naquela noite, um trio de bandidos decide invadir a casa atrás de um cofre secreto, o que obriga Sophie a sobreviver ao assalto, mesmo sem enxergar nada.

Veja Por Mim | Promete pouco e entrega tudo

É lógico que a trama guarda algumas surpresas e existe suspense suficiente para que a história caminhe até o final sem grandes tropeços, mas é difícil demais acreditar na veracidade daquela situação. Não que ocorra nada forçado ou exagerado, mas é simplesmente complicado acreditar que tudo aconteceria daquele jeito. Mas ainda assim o roteiro se esforça, e isso deve ser levado em conta para o pequeno sucesso do filme.

De cara é difícil torcer por Sophie e mesmo com toda sua antipatia a protagonista cresce em meio a algumas de suas decisões pouco esperadas. O que sobra é só isso mesmo, já que a atriz não parece ser cega nem no escuro, o que complica ainda mais a vida do espectador e toda sua boa vontade.

Mas o filme segue em frente e o trabalho de Okita compensa grande parte desses erros. Sua direção tem estilo e sabe criar composições que valorizam o suspense e a plasticidade das cenas. Veja por Mim pode nunca ser visualmente inesperado, mas ainda assim não se deixa ser um filme sem uma certa beleza e esmero. O resultado disso é então um suspense que, ao apostar no visual, acerta em cheio e irá agradar os fãs do gênero.

O pessoal dos games ainda deverá se divertir com o esforço narrativo do filme para criar uma sequência de “first person shooter” em carne, osso e celular. Não que tal ideia salve o filme ou algo parecido, mas aceita ser mais um detalhe divertido e esforçado dentro de um filme que pode desaparecer de sua memória com uma rapidez enorme.

Mas isso não quer dizer que as intenções de Veja por Mim cheguem muito além disso. Ao que tudo indica, ele só quer mesmo ser um suspense que não se importa de partir de uma premissa capenga, mas que tem uma direção esforçada, algumas reviravoltas e uma ideia que irá deixar os gamers felizes. Portanto, vai ser esquecido, mas antes disso deixará os fãs do gênero felizes.


“See For Me” (Can/2021); escrito por Adam Yorke e Tommy Gushue; dirigido por Randall Okita. Com Skylar Davenport, Natalie Brown, Laura Vandervoort, Keaton Kaplan, Jessica Partker Kennedy, Georgie Tchortov, Pascal Langdale, Joe Pingue, Emily Piggford e Kim Coates.


Trailer do Filme – Veja por Mim

Você talvez goste desses conteúdos:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Menu