fbpx
Ministério da Justiça determina exclusão do filme de Gentili dos serviços de streaming

Ministério da Justiça determina exclusão do filme de Gentili dos serviços de streaming

Após uma grande polêmica nas redes sociais, o Ministério da Justiça e Segurança Pública determinou a remoção do filme Como Se Tornar o Pior Aluno da Escola de todas as plataformas de streaming. Caso não cumpram a decisão, que foi tomada pela Secretaria Nacional do Consumidor, no período de cinco dias, os serviços poderão pagar multa de R$ 50 mil por dia.

A decisão foi tomada após o ministro da justiça Anderson Torres anunciar em suas redes sociais que pediria para o ministério tomar as decisões cabíveis. Segundo o comunicado, o filme foi censurado “tendo em vista a necessária proteção à criança e ao adolescente consumerista”.

Essa não é a primeira vez que conservadores e apoiadores do presidente agem para censurar um filme ou uma obra que acusam de pedofilia. Há poucos anos, tivemos um problema semelhante com o filme Lindinhas, que também entrou na polêmica após seu lançamento pela Netflix.

O que chama atenção no caso de Danilo Gentili é que o filme lançado há cinco anos foi aclamado nos cinemas por muitos que hoje tentam censurar o longa.

Apoie o trabalho do CinemAqui para continuarmos produzindo notícias, textos e críticas de filme

Você talvez goste desses conteúdos:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Menu